EAD - Ensino à Distância Ágape Guia Profética 2018 Acesse a Loja do Expressão que Adora Culto Online 25/02/2018 Células Ágape - Horarios e endereços

quarta-feira, 27 de março de 2013

Ano do Jubileu

Texto Bíblico: Levítico 25.8-12

Introdução: O ano do Jubileu se comemorava no qüinquagésimo ano contado depois de cada ano sabático. Era um ano memorável na história de Israel. Neste ano importante, a justiça social era estabelecida.


A palavra Jubileu vem do hebraico, “yovel.” Refere-se ao carneiro, cujo chifre foi usado para anunciar o ano festivo. Há comentaristas que dizem que “yovel” vem do verbo hebraico “trazer de volta,” pois os escravos voltavam a seu estado anterior de liberdade, não sendo mais servos de homens e sim apenas do Criador; e os terrenos também voltavam aos proprietários originais.
O Ano do Jubileu era o tempo em que as Trombetas soavam, escravos diziam “adeus” para os seus senhores, portas de prisões se abriam, e os presos cantavam e riam enquanto abandonavam as prisões.
O Ano do Jubileu  tem um significado espiritual, e apresenta à humanidade a esperança de que Deus estabeleceu um Dia quando toda escravidão cessará, e tudo o que Deus deu à humanidade no princípio será restaurado.

1-  O Jubileu Era Um Ano de Restauração.

Um ciclo se fechava e outro se iniciava no dia da expiação também chamado “dia do perdão.” O que ficava para trás era esquecido, tipo do esquecimento de Deus com relação aos nossos pecados (Jr 31.34; Mq 7.18). Deixavam as coisas velhas para viveram coisas novas e da novidade do campo comiam (Lv 25.6,7,12).
Este é o Ano do Jubileu, é o tempo da restauração, que nos foi dada, por nosso   Deus. Quão grande é a nossa salvação! A condenação foi rasgada e a dívida paga. A herança restaurada, pois o jugo se quebrou! O Espírito enviado, e a graça transbordou. Nossas vidas restauradas, assim Deus nos libertou! Isto è Jubileu em nossas vidas. A Nossa Redenção:
·         Uma Redenção Caríssima. (Sl 49.7,8; 1Pe 1.18,19). – “Ninguém pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele (pois a redenção da sua alma é caríssima, e seus recursos se esgotariam antes). (Sl 49.7,8). –“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, a qual por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.” (1Pe 1.18,19).
·         Uma Redenção Definitiva. (Ef 1.7). – “Nele temos a redenção pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo as riquezas da sua graça.”
·         Uma Redenção Graciosa. (Rm 3.24). – “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.”
·         Uma Redenção Eterna. (Hb 9.12). – “Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.”
·         Uma Redenção Real. (Cl 1.14). – “Em quem temos a redenção pelo seu sangue, e saber, a remissão do pecados.”
“O nosso Deus é o Deus de Redenção.”

2- O Jubileu Era Um Ano de Libertação.
No Ano de Jubileu, os escravos tinham a sua liberdade restaurada (Lv 25.10). Todos os servos ou escravos estavam em condições de obter a sua liberdade (Lv 25.39-46; Jr 34.8-14). O Ano do Jubileu era o ano de proclamar liberdade na terra a todos os seus moradores
O nosso Senhor Jesus, deixou claro que veio para cumprir a Lei e não anula-la, portanto Ele cumpriu em si mesmo também o Jubileu do Antigo Testamento. Isaías profetizou o “ano aceitável do Senhor” (Is 61.2), e “o ano dos meus redimidos é chegado.” (Is 63.4). Se lermos atentamente a profecia que fala de Jesus, em (Is 61.1-3), vemos claramente que os benefícios concedidos pelo Ano do Jubileu, o Senhor os confirmou e os ampliou ainda mais. Oferecendo “… boas novas aos mansos, restaurar aos contritos de coração, liberdade aos cativos, abertura das portas das prisões aos presos… e consolação a todos os tristes.” Isto sim que é Jubileu em nossas vidas. “O ano aceitável do Senhor.”
O nosso Deus é um Deus de libertação
Em nome de Jesus:
Ø Seja liberto de toda opressão do inimigo!
Trazendo sempre as mesmas coisas para te iludir e te deixar confuso.
Ø Seja liberto do medo! Que vem pela culpa desde Adão e Eva... unção de ousadia..
Ø Seja liberto das doenças!
Legalidades que foram dadas, abriram portas, que hoje se feichão.
Ø Seja liberto de todos os fardos financeiros!
O julgo da dívida... nome comprometido.

3- O Jubileu era um ano de liberdade:
    Liberdade verdadeira para os filhos de Deus.

·         Jesus  veio e nos libertou,  pagou as nossas dívidas. Este foi o propósito da Sua vinda, e este é o poder da Sua ressurreição.
·         Jesus Cristo é o nosso  Jubileu. Nele há liberdade,  vida  e restauração. (Sl 102.19-20). – “Porquanto olhara desde o alto do seu santuário, desde os céus, o Senhor observou a terra, para ouvir o gemido dos presos, para soltar os sentencionados à morte.”
·         Nós estamos firmes na liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5.1). –“Estai, pois firmes na liberdade com que Cristo nos libertou…”
·         Através de Jesus o homem pode sair da escravidão do pecado e ganhar plena liberdade. (1Co 7.21,22). – “Foste chamado sendo servo? Não te dê cuidado; e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião. Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo servo, é liberto do Senhor…”
·         Ao escravo do pecado à liberdade é proclamada. (Jo 8.36). – “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, serei livres.”
“O nosso Deus é o Deus de Liberdade.”

3- O Jubileu é o Ano de Restituição e provisão plena.
Neste Ano de Jubileu, cada um voltava a ser dono da sua possessão (Lv 25.13). O povo recebia a restituição de todos os seus bens, além de haver um cancelamento geral de todas as suas dividas.
Cristo já pagou na cruz todas as nossas dívidas, e cancelou todo escrito de divida que havia contra nós, e restituiu o nosso crédito diante de nosso Deus (Cl 2.14; 1Jo 3.21-22).
·         Ele ainda nos prometeu restituir os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador (Jl 2.25). O Senhor promete nos restituir os anos perdidos.
·         Ele promete restituir a prosperidade perdida. (Jó 42.10). – “E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía.”
·         Ele promete nos restituir tudo em dobro. (Zc 9.12). – “Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro.”
·         Ele promete restituir a sorte do seu povo. (Sl 14.7b; 126.1-3). – “… Quando o Senhor restaurar a sorte do seu povo, então, se regozijará Jacó, e se alegrará Israel.” (Sl 14.7b). – “Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltavam a Sião, estávamos como os que sonham. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de cânticos; então, se diziam entre as nações: Grandes coisas fez o Senhor a estes.Grandes coisas fez o Senhor por nós, e, por isso, estamos alegres.”
·         Ele promete restituir a nossa justiça. (Jó 33.26). – “Deveras, orará a Deus, que se agradará dele, e verá a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça.”
·         Ele promete restituir a nossa saúde. (Jr 30.17). – “Porque restaurarei a tua saúde e sararei as tuas chagas, diz o Senhor…”
·         Ele promete restituir a nossa alegria, derramando sobre nós as chuvas de bênção. (Jl 2.23).
“O nosso Deus é o Deus de restituição.”

Significa Provisão plena, para suprir as nossas  necessidades.
Vamos viver pela fé, sem reclamar, saber que TUDO vem do nosso Deus, o que eu preciso Ele vai me dar... pelo sobrenatural e não pelo meu jeito.

2Tm 2:20
Numa grande casa há vasos não apenas de ouro e prata, mas também de madeira e barro: alguns para fins honrosos outros para fins desonrosos.
Obs: VS 21,22
Deus esta levantando um povo guerreiro...

O Ano Jubileu também é uma tipificação da festa que celebraremos um dia com Cristo quando Ele voltar o seu Reino na terra.

Yovel – Trazer de volta.
Trombetas soavam.
O perdão vinha...
A libertação vinha...
A liberdade vinha....
A provisão plena chegava....


Resumo: O Ano Jubileu proclama  a instauração da era messiânica, com o fim de todos os sofrimentos e de toda a violência, resgate de toda a dívida, e restauração da nossa terra.
Que este ano… seja verdadeiramente um Ano de Júbilo e de Alegria em nossas vidas.

O que significa o ano do jubileu?
  •         Descanso a terra (Lv 25.12);
  •         Liberdades aos escravos (Lv 25.54);
  •         Cancelamento de dívidas (Lv 25.10);
  •         Resgate de propriedade (Lv 25.13,28);
  •         Ano de justiça.


 Não podemos ser indolentes espiritualmente, caso contrário não nos apropriaremos das promessas de Deus. De acordo com Hebreus 6.12 .
  • Temos que ter fé – Crê antes de vê.
  • Temos que ser longânimos – Ficar regando a promessa de Deus com louvor e          ação de graça.
  • Viver do sobrenatural.

Alguns segredos indispensáveis para desfrutarmos o ano do jubileu.
  •      1º Segredo: Receber Jesus como Senhor e Salvador de nossas vidas (Mt 11.28);
  •      2º Segredo: Obedecer a Jesus como Senhor de nossas vidas (Rm 3.23);
  •     3º Segredo: Apropriar pela fé daquilo que Jesus já conquistou na cruz do calvário (Hb 6.12; 2Co 1.20);
  •     4º Segredo: Exercer a nossa autoridade como igreja (Ef 1.22; Mt 16.18).

Nenhum comentário:

Postar um comentário