EAD - Ensino à Distância Ágape Guia Profética 2018 Acesse a Loja do Expressão que Adora Culto Online 27/05/2018 Células Ágape - Horarios e endereços

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Paternidade


Texto chave : Malaquias 4:5-6

a)      A importância dos pais

Cada vez mais se entende que os pais têm um papel indispensável no lar e também na nação. Muitos dos problemas que encaramos na sociedade hoje, drogas, pobreza, violência, pedofilia, adolescentes grávidas, jovens na criminalidade cada vez mais cedo, tem a ver com a ausência de pais. 

A presença do pai traz estabilidade no lar, sem o pai, é provável que as crianças cresçam indisciplinadas e irresponsáveis. Os pais estabelecem princípios, com mão forte eles levam a família com segurança e sabedoria, os bons pais brindam sua família com provisão e destino, levando-a a um futuro melhor. A ausência do “pai espiritual” é uma debilidade no corpo de cristo hoje, um grande vazio foi criado pela escassez de paternidade. Como a sociedade a igreja está tomada pela indisciplina que o pai natural deve trazer a sua família para estabelecer a devida ordem familiar.
É bom salientar a essa altura que quando falamos sobre: “pai ou paternidade”, não quer dizer que excluímos as mulheres de uma posição de autoridade ou de influência. No caso de Timóteo, vemos com sua mãe e sua avó, foram mentoras na sua vida espiritual e uma influencia forte que o levou ao ministério. Seguimos apenas o modelo bíblico.

I Ts. 2:11-12

A história do Ap. Paulo e seu companheiro de ministério o jovem Timóteo, é um exemplo claro de como a presença de um pai espiritual é importante para a formação do caráter de um jovem discípulo. Timóteo era um jovem tímido e inseguro, sua mãe era judia consagrada e seu pai, um gentil importante que provavelmente não tinha a mesma fé que sua esposa e filho. Por causa disso foram mulheres consagradas, entre elas sua mãe, que influenciaram diretamente na formação da sua fé.
Paulo era uma presença forte e positiva na vida de Timóteo, mesmo tendo a semente do evangelho lançada por sua mãe Eunice e sua avó Lóide (1 Tm. 1:2; 2 Tm. 1:5). Paulo o introduziu ao ministério levando-o a uma viagem apostólica que influenciaria seu espírito para sempre (At 16:3). Paulo colocou suas mãos sobre Timóteo e transmitiu poder e dons (1 Tm 4:14), tudo o que ele possuía ele derramou sobre Timóteo pelo Espírito Santo, como seu pai espiritual (Fl 2:22).

Pais espirituais exortam, consolam e dão testemunho

A ferramenta mais poderosa do orientador espiritual é o testemunho. Como um pai no senhor Paulo foi um modelo de vida cristã, ele exortou (I Co 4:14) e ensinou aqueles a quem chamou de filhos (4:17). Em 1ª tessalonicenses ele se dirige a igreja chamando os irmãos de filhos e aí revela o coração de pai espiritual:
I Ts 2:7-12. Exortar, mais do que apenas advertir é encorajar ou motivar. Barnabé possuía essa qualidade paterna, seu nome era José, mais o chamaram “Barnabé” que significa: ”filho do encorajamento”. Em atos 11:23, o encontramos encorajando os santos em Antioquia e em atos 14:22, fortalecendo, juntamente com o apóstolo Paulo os discípulos naquele lugar.

Pais abençoam

De todas as funções da paternidade, a mais sublime talvez seja a de abençoar. Sabemos como no antigo testamento essa pratica era tão importante. O apóstolo Paulo colocou suas mãos sobre Timóteo, seu filho espiritual e o abençoou com dons e bênçãos das quais ele seria responsável em usar (2 Tm 1:6). Essa capacidade é extraordinária, poder transferir vida, ministério, dons e habilidades a outros como pais espirituais.
A igreja pode mudar esta situação - revelando a paternidade verdadeira de Deus através de homens que adotem a cultura do reino

b)      O plano de deus para Israel

 - Gênesis  17:5  - pai de nações
 - Êxodo 19: 5-6  - reino de sacerdotes
    Função paterna = função sacerdotal
        caso de Jó – pai intercessor

c)      Jesus o ensinador da paternidade

Lucas 2:49 – cuidar dos negócios do pai
João 16:25 falar abertamente sobre o pai
Mateus 11:27 ligação forte entre pai e filho

João 4 – O encontro de Jesus com a samaritana

            diversos maridos mas não havia pai
            - pai é um só
Pai procura verdadeiros adoradores ou seja, procura os que saberão o que é paternidade.
                                   Adoração  = sacerdotal = honra

d)      Restauração dos pais

Malaquias 4:5-6
É a única coisa que impedirá Deus de ferir a terra.
Inicia com os pais.  E com certeza os filhos retribuirão.

Mas hoje, diante da restauração da paternidade, temos visto nas igrejas as posições de seus membros, que são elas:

1)   Parceiros – são aqueles que estão na igreja, mas tem a sua própria visão, modo de caminhar, direções, e o que eles querem é apenas uma parceria no Reino de Deus.

2)  Aliançados – são aqueles que além da parceria, formam laços ministeriais, se envolvem com a visão, participam e tomam como suas as causas da igreja.

3)  Discípulos – são aqueles que tem relacionamento com um discipulador, com os pais, tornando-se companheiro de jugo, com quem ele compartilha a sua vida e decisões, um amigo.

4)   Filhos – são aqueles que assumem realmente a condição de filhos. O filho, quando é corrigido com firmeza, e até quando a vara é usada, ele chora no colo do pai. Se vierem as pressões, ele continuará sendo filho e vai se tornando mais parecido com o pai. O filho sempre honra o pai, e será honrado pelo pai. O filho se torna herdeiro do manto e da unção do pai.

Cada um desses níveis de relacionamento gera um grau de intimidade, e tem um preço....

Cesar e Andréia - Pais

Nenhum comentário:

Postar um comentário